Início > Sem-categoria > Quando ela foi ter com os que pastam

Quando ela foi ter com os que pastam

Das tantas coisas que se foram e das que restaram, esta que sou hoje não pode afirmar seguramente sobre o seu tempo, sobre o desposar por assalto de seu corpo e sentimentos pela fera que é este Tempo.  Penso apenas que daqui pra frente e mesmo olhando para trás, pelas réstias da minha memória turva, não sei que são esses elementos que hoje me formam. Sigo apenas. E sigo como boi no meio da boiada, sem noção do futuro, tangido por um capataz tão ignorante sobre ao seu porvir, quanto eu na qualidade de boi. O hoje que caracteriza minhas lembranças e minhas vontades são estilhaços de tanta confusão, tantos desencontros, tantos sonhos que diluíram-se no meio do caminho.

Vejo imagens de boi.

Sinto-me boi

Anúncios
Categorias:Sem-categoria
  1. julho 14, 2010 às 2:41 pm

    Nesse caso não seria vaca? kkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkk
    Desculpe amiga, eu não podia perder a piada!
    Mas, brincadeiras a parte, há dias em que também me sinto “boi”.
    O pior é não poder dar sentido a certas coisas. Elas nunca fazem sentido, isso que é foda.

  2. julho 16, 2010 às 5:20 pm

    Múúúúúú!
    (Eu também não podia perder a piada, rs)
    Gosto de “tangido por um capataz tão ignorante sobre ao seu porvir, quanto eu na qualidade de boi”.

  1. No trackbacks yet.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: