Arquivo

Archive for julho \25\UTC 2010

Onde está você, Saievicz?

Pessoa que superestimo disse-me uma vez que tinha vocação para encenar tragédias. “Hécuba é sua personagem”, disse-me pra me convencer.

Naquele tempo eu sabia disso.

Por favor, devolvam meu espelho!

Anúncios
Categorias:Sem-categoria

Quando ela foi ter com os que pastam

julho 13, 2010 2 comentários

Das tantas coisas que se foram e das que restaram, esta que sou hoje não pode afirmar seguramente sobre o seu tempo, sobre o desposar por assalto de seu corpo e sentimentos pela fera que é este Tempo.  Penso apenas que daqui pra frente e mesmo olhando para trás, pelas réstias da minha memória turva, não sei que são esses elementos que hoje me formam. Sigo apenas. E sigo como boi no meio da boiada, sem noção do futuro, tangido por um capataz tão ignorante sobre ao seu porvir, quanto eu na qualidade de boi. O hoje que caracteriza minhas lembranças e minhas vontades são estilhaços de tanta confusão, tantos desencontros, tantos sonhos que diluíram-se no meio do caminho.

Vejo imagens de boi.

Sinto-me boi

Categorias:Sem-categoria