Archive

Archive for março \26\UTC 2010

Repetindo

março 26, 2010 2 comentários

Para uma releitura do post “Eu, fragmentos e a certeza de (quase) nada” devo repetir um dos últimos prarágrafos de Cem Anos de Solidão.

Lá vai

“e naquele relâmpago de lucidez teve consciência de que era incapaz de aguentar sobre a sua alma o peso esmagador de tanta coisa acontecida. Ferido pelas lanças mortais das tristezas próprias e alheias, admirou a impavidez da teia de aranha nas roseiras mortas, a perseverança do mato, a paciência do ar na radiante manhã de fevereiro.”

Categorias:Sem-categoria

Vou te contar

Hum.

É que tudo isso é um processo de disputa e negociação simbólica.

Gira, mundo, gira!

Categorias:Sem-categoria